segunda-feira, 13 de abril de 2020

eu e o vírus

Já nos primeiros dias em Paris conversamos com um casal de brasileiros que moram em Portugal. O marido nos contou que, ao retornar para o seu emprego, terá que fazer exames médicos.

O coronavírus ainda não havia se espalhado pelo mundo, as notícias vinham da China e da Itália. Como estava frio e chuvoso não nos expomos muito, a maior aglomeração era no metrô.




Em Istambul não ficamos sabendo de nada sobre a pandemia, o mesmo em Atenas, onde, nos últimos dias, tive uma crise de tosse.


Chegamos à Istambul pelo lado Asiático e saímos pelo lado Europeu, o que nos gerou uma burocracia monstra com os passaportes.






Em Atenas ficamos sabendo do primeiro caso na França e, de lá, voamos para Paris e ficamos sabendo que houve um acidente aéreo em Istambul com a MESMA companhia aérea e no MESMO aeroporto que usamos. Em Paris ficamos um dia antes de retornar ao Brasil.



Já no Brasil, no começo de fevereiro, eu e a minha esposa tivemos dois dias de febre. Eu também tive um episódio de perda de paladar, antes de ser divulgado que esse era um indicativo do novo vírus. Isso foi dias antes do encerramento das aulas escolares e demais providências de isolamento social.

Será que tivemos contato com o vírus ou foi uma gripe comum?

Eu acho que não foi o Covid-19, os eventos não ocorreram nos mesmos dias.




Nenhum comentário:

Postar um comentário